Flupp
Compartilhar:

O Projeto

A FLUPP, desde sua primeira edição, em 2012, promove intercâmbios entre autores e leitores de diferentes partes do Brasil e do mundo. Em 2016, chega a sua 5ª edição respaldada pelo Excellence Awards, conferido pela London Book Fair. Idealizada por Julio Ludemir e Ecio Salles, foi criada para ser um espaço de formação de novos leitores e autores na periferia das grandes cidades brasileiras. Já em sua primeira edição, no Morro dos Prazeres, ganhou o prêmio Faz Diferença, do jornal O Globo. Depois teve passagens igualmente exitosas por Vigário Geral, Mangueira e Babilônia. Seus processos de formação já resultaram na publicação de 10 livros, revelando mais de 100 autores das periferias. Já homenageou Lima Barreto, Waly Salomão, Abdias Nascimento e Nise da Silveira Sua extensa programação, que começará às oito da manhã e se estenderá até às meia-noite, mais uma vez contempla as periferias territoriais e existenciais. O autor homenageado é o gaúcho Caio Fernando Abreu, morto há exatos 20 anos.

Flupp Pensa

A FLUPP Pensa se estende de abril a setembro. São 25 encontros, sempre em uma favela diferente, com escritores nacionais e internacionais. Uma banca orienta os autores, dando dicas para que melhorem seus textos por intermédio de uma plataforma virtual. Três livros serão lançados ainda em 2016: um de narrativas curtas, um de poemas e um de quadrinhos. O livro de quadrinhos contará a história da Cidade de Deus, que completa 50 anos em 2016.

Flupp Parque

A FLUPP Parque, dimensão infantil e juvenil da FLUPP, repete o bem-sucedido formato de gincana inaugurado em 2015. Seis escolas participam, todas elas da Cidade de Deus. A gincana é precedida de um processo de formação, durante o qual um treinador lê e discute a obra dos autores que a escola em questão vai defender nas manhãs de 9, 10 e 11 de novembro. Cada escola trabalha com três poetas da tradição oral brasileira – o próprio treinador, um consagrado e um morto. Seis gêneros serão trabalhados - o cordel, o samba, o rap, o funk, a contação de histórias e a poesia em sua forma tradicional. A preparação começou no dia 12 de setembro, com a visita do MC Leonardo ao CIEP João Batista dos Santos. Prosseguiu com o rapper BNegão, a contadora de história Bia Bedran, o cordelista Luciano Aderaldo, o sambista Dudu Nobre e a poeta Elisa Lucinda. Todos eles estarão no último dia da FLUPP Parque, para ver de perto o que as escolas fizeram inspiradas em suas obras.

Rio Poetry Slam

O Rio Poetry Slam caminha para sua terceira edição, cada vez mais abrangente e inclusivo. É uma parceria da FLUPP com o ZAP!, sigla de Zona Autônoma da Palavra, grupo teatral paulista que desde sua criação tem incorporado o hip-hop em suas encenações. A atriz, apresentadora e slammer Roberta Estrela Dalva tem feito a curadoria e tem sido a slam-master. Com 16 poetas por edição, já trouxe poetas europeus, africanos e das três Américas, criando uma verdadeira Babel nas favelas. No primeiro ano, realizado na Mangueira, o vencedor foi o britânico Keith Jarrett, seguido pelo francês D' de Kabal, pelo português Diaphra e pelo brasileiro Samuel Borges. No segundo ano, na Babilônia, ganhou o mineiro João Paiva, depois de emocionantes rodadas de desempate com a norte-americana Porsha O. O Slam BNDES, versão nacional do Rio Poetry Slam, também caminha para a terceira edição. O ator e poeta Hugo Germano foi o campeão do primeiro Slam BNDES, que teve apenas a participação de poetas cariocas. A paulista Luz Ribeiro ganhou o II Slam BNDES, desde então uma competição nacional, com slammers de diversas partes do país. A V FLUPP inaugura o Slam Colegial, com poetas de oito territórios populares da periferia carioca.

FLUPP QUIZ

O game FLUPP QUIZ, disponível para Android e IOS, é uma novidade para a quinta edição da festa. A ideia é estimular a busca por conhecimentos literários por intermédio de dois recursos fundamentais para a juventude de hoje: a emoção e a tecnologia. São cerca de 300 perguntas divididas em três categorias: Caio, Litera Rio e Afro&Periférico. No primeiro, o jogador responderá sobre o autor homenageado da quinta edição da FLUPP: Caio Fernando Abreu; no segundo, sobre autores que narraram o Rio de Janeiro; e no último, perguntas sobre escritores afro-brasileiros e da periferia. O game, desenvolvido pela Produtora Digital Outra Coisa, parceira da FLUPP desde 2015 poderá ser jogado por qualquer pessoa, mas de forma competitiva, apenas para os estudantes de ensino médio. Os 16 primeiros colocados, que podem ser de outros estados, participarão da grande final, ao vivo, na quadra da Mocidade Unida da Cidade de Deus, onde será realizada a FLUPP. O primeiro colocado ganhará mobília das Casas Bahia. O FLUPP QUIZ tem o apoio da Secretaria de estado de Educação do Rio de Janeiro, das Casas Bahia, Amazon e Instituto Unibanco.

newsletter