Flupp

Adaeze

Adaeze tem 26 anos, é uma artista, produtora, compositora e ativista de Barbados. Diretora da Fundação DaeDream Entertainment, que encabeça campanhas como o #FaceDepression, ela é uma das slammers convidadas do Rio Poetry Slam 2016.

Adaeze tem 26 anos, é uma artista, produtora, compositora e ativista de Barbados. Diretora da Fundação DaeDream Entertainment, que encabeça campanhas como o #FaceDepression, ela é uma das slammers convidadas do Rio Poetry Slam 2016.



+

Aderaldo Luciano

Poeta, escritor, músico e jornalista nasceu na cidade de Areia, na Paraíba. É formado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba, e mestre e doutor em Ciência da Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Participa do Projeto Avançado de Cultura Contemporânea da UFRJ e do...

Poeta, escritor, músico e jornalista nasceu na cidade de Areia, na Paraíba. É formado em Letras pela Universidade Federal da Paraíba, e mestre e doutor em Ciência da Literatura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Participa do Projeto Avançado de Cultura Contemporânea da UFRJ e do Centro Internacional e Multidisciplinar de Estudos do Épico da UFS (Universidade Federal de Sergipe). Autor dos livros Apontamentos Para Uma História Crítica do Cordel Brasileiro e O Auto de Zé Limeira. Foi coordenador editorial da Editora Luzeiro de São Paulo. Coordena o projeto Roda de Cordel Círculo de Estudos Sobre o Cordel Brasileiro, em São Paulo , e Roda de Cordel – Leituras, projeto de leitura de cordéis em escolas e comunidades rurais brasileiras. Como músico tem se dedicado a pesquisar a música formadora do Brasil profundo. Ganhou em 2013 a Bolsa de Circulação Literária da Biblioteca Nacional e FUNARTE com o projeto Rotas do Cordel na Borborema.

FLUPP Parque – 9 de setembro – Escola Municipal Juliano Moreira



+

Adrian “Diff” Van Wyk

Adrian “Diff” Van Wyk é poeta , escritor, produtor e diretor de Kuilsriver, Cidade do Cabo, África do Sul. Produziu mais de 55 shows para o poetry platform, em 2015 ministrou um workshop de uma semana para jovens escritores da região de Cape Wineland.

Adrian “Diff” Van Wyk é poeta , escritor, produtor e diretor de Kuilsriver, Cidade do Cabo, África do Sul. Produziu mais de 55 shows para o poetry platform, em 2015 ministrou um workshop de uma semana para jovens escritores da região de Cape Wineland.



+

Adrian Merz

Adrian Merz nasceu e foi criado na Suíça. Começou a carreira como comediante, aos 15 anos, no teatro Cabavari. Um pouco mais tarde, e mais famoso, percorreu seu país e parte da Alemanha em uma turnê com seu parceiro. Por volta de 2008, começou a trabalhar com poetry slam. [mesmo que ele...

Adrian Merz nasceu e foi criado na Suíça. Começou a carreira como comediante, aos 15 anos, no teatro Cabavari. Um pouco mais tarde, e mais famoso, percorreu seu país e parte da Alemanha em uma turnê com seu parceiro. Por volta de 2008, começou a trabalhar com poetry slam. [mesmo que ele não possa conviver com isso, isso estará com ele para sempre].

Rio Poetry Slam 2016



+

Akwaeke Emezi

Akwaeke Emezi é uma escritora Igbo/Tamil, videomaker e conferencista baseada em espaços liminares. Fala e faz apresentações sobre filosofia da escrita e prática em ficção, não ficção e memórias; possibilidades espirituais dos negros; descolonização da fé e reconexão com...

Akwaeke Emezi é uma escritora Igbo/Tamil, videomaker e conferencista baseada em espaços liminares. Fala e faz apresentações sobre filosofia da escrita e prática em ficção, não ficção e memórias; possibilidades espirituais dos negros; descolonização da fé e reconexão com espiritualidades africanas tradicionais e de diáspora como locais de cura; saúde mental, propensão ao suicídio e neurodivergência.



+

Alexandre Marques Rodrigues

Alexandre Marques Rodrigues nasceu em 1979, na cidade de Santos, litoral de São Paulo. É formado em Psicologia pela Universidade Católica de Santos. Parafilias, livro de estreia publicado pela Record, foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2014, na categoria Contos, e finalista do Prêmio...

Alexandre Marques Rodrigues nasceu em 1979, na cidade de Santos, litoral de São Paulo. É formado em Psicologia pela Universidade Católica de Santos. Parafilias, livro de estreia publicado pela Record, foi vencedor do Prêmio Sesc de Literatura 2014, na categoria Contos, e finalista do Prêmio Jabuti. Em 2016, também pela Record, lançou seu primeiro romance, Entropia.



+

Allan Jonnes

Allan Jonnes tem 26 anos, mora em Aracaju e é estudante de jornalismo da Universidade Federal de Sergipe. Nasceu na cidade de Lagarto-SE. É poeta e vocalista da banda Madame Javali. Lançou em 2016 o livro O problema da Cabeça, pela coleção Leve1Livro, e participou da Antologia Poesia...

Allan Jonnes tem 26 anos, mora em Aracaju e é estudante de jornalismo da Universidade Federal de Sergipe. Nasceu na cidade de Lagarto-SE. É poeta e vocalista da banda Madame Javali. Lançou em 2016 o livro O problema da Cabeça, pela coleção Leve1Livro, e participou da Antologia Poesia Agora, com exposição do trabalho de novos poetas do Brasil para o Museu da Língua Portuguesa.



+

Amara Moira

Amara Moira é travesti, prostituta, doutoranda em teoria literária, feminista e militante dos direitos de LGBTs e de profissionais do sexo. Além disso, é autora de “E Se Eu Fosse Puta”, livro de estreia, em que narra suas experiências na prostituição por uma perspectiva feminista ao...

Amara Moira é travesti, prostituta, doutoranda em teoria literária, feminista e militante dos direitos de LGBTs e de profissionais do sexo. Além disso, é autora de “E Se Eu Fosse Puta”, livro de estreia, em que narra suas experiências na prostituição por uma perspectiva feminista ao mesmo tempo que literária.



+

Ana Maria Gonçalves

Ana Maria Gonçalves nasceu em Ibiá, Minas Gerais, em 1970. Cursou Publicidade e Propaganda e trabalhou na área até 2001, quando descobriu os blogs e começou a escrever ficção. Em 2002, mudou-se de São Paulo para a Ilha de Itaparica, onde escreveu e lançou em edição de autor o romance...

Ana Maria Gonçalves nasceu em Ibiá, Minas Gerais, em 1970. Cursou Publicidade e Propaganda e trabalhou na área até 2001, quando descobriu os blogs e começou a escrever ficção. Em 2002, mudou-se de São Paulo para a Ilha de Itaparica, onde escreveu e lançou em edição de autor o romance “Ao lado e à margem do que sentes por mim”. Enquanto o escrevia, fazia a pesquisa histórica para o livro “Um defeito de cor”, uma metaficção historiográfica baseada na vida de Luisa Mahin, tida como mãe do poeta Luiz Gama. Lançado pela editora Record, em 2006, o livro foi o ganhador do Prêmio Casa de las Américas (Cuba, 2007), e encontra-se atualmente na 11a edição. Tem textos publicados em antologias em Portugal e na Itália. Morou por 7 anos nos Estados Unidos, pesquisando e ministrando cursos e palestras sobre relações raciais. Como escritora residente, ministrou leituras e cursos em Tulane University (2007), Stanford University (2008) e Middlebury College (2009). Atualmente mora em Salvador, onde terminou seu novo livro de ficção (Quem é Josenildo? – a ser lançado pela editora Record), duas peças de teatro (“Diversos” e “Tchau, Querida!”) e também está escrevendo para cinema e televisão.



+

Anna Muylaert

Anna Muylaert é roteirista e diretora de cinema e televisão. Como roteirista, participou das equipes de criação dos infanto-juvenis "Mundo da lua" e "Castelo Rá-tim-bum" na TV Cultura, "Disney Club", no SBT, e "Um menino muito maluquinho", na TVE Brasil. Foi co-roteirista da série Filhos...

Anna Muylaert é roteirista e diretora de cinema e televisão. Como roteirista, participou das equipes de criação dos infanto-juvenis “Mundo da lua” e “Castelo Rá-tim-bum” na TV Cultura, “Disney Club”, no SBT, e “Um menino muito maluquinho”, na TVE Brasil. Foi co-roteirista da série Filhos do Carnaval, da HBO.Dirigiu longas como “Durval Discos” e “É Proibido Fumar” e foi premiada nos festivais de Berlim e Sundance com “Que Horas Ela Volta?”, um incisivo tratado sobre as relações peculiarmente brasileiras entre uma empregada doméstica, sua família e seus patrões.

FLUPP Pensa – 17 de setembro – Ponto Cine – Guadalupe



+

António Paciência

Estou dentro de uma bola de lodo climatizada que não permite-me respirar a palavra maldade a não ser que ela seja o reflexo de um hábito ou costume de qualquer ser que respire independentemente do seu grau de civilização. Eu sou um artista, concebido ou pré-concebido assim me encontro no...

Estou dentro de uma bola de lodo climatizada que não permite-me respirar a palavra maldade a não ser que ela seja o reflexo de um hábito ou costume de qualquer ser que respire independentemente do seu grau de civilização. Eu sou um artista, concebido ou pré-concebido assim me encontro no desencontro de uma definição que etiqueta-me no meio dos muitos seres respirantes iguais, semelhantes, paralelos ou simétricos a mim e à imagem e semelhança de Jeová.

Rio Poetry Slam 2016



+

Aretha Sadick

Aretha Sadick é uma persona marcante, com uma forte presença e expressão, impossível de passar despercebida em qualquer ambiente. Robson Rozza dá vida a essa personagem para falar de suas experiências e trazer à tona seus questionamentos de normatividade e a importância da sua...

Aretha Sadick é uma persona marcante, com uma forte presença e expressão, impossível de passar despercebida em qualquer ambiente. Robson Rozza dá vida a essa personagem para falar de suas experiências e trazer à tona seus questionamentos de normatividade e a importância da sua colocação na sociedade através do Drag Queen. Cheia de influências visuais, Aretha é um monumento para ser admirado e entendido – quando possível.



+

Athayde Motta

Athayde Motta é antropólogo graduado em Comunicação Social (UFF) e com dois títulos de mestrado (Administração Pública e Antropologia), ambos pela Universidade do Texas em Austin. Athayde tem uma longa carreira em ONGs brasileiras e internacionais (Ibase, Fundação Ford, Oxfam GB, entre...

Athayde Motta é antropólogo graduado em Comunicação Social (UFF) e com dois títulos de mestrado (Administração Pública e Antropologia), ambos pela Universidade do Texas em Austin. Athayde tem uma longa carreira em ONGs brasileiras e internacionais (Ibase, Fundação Ford, Oxfam GB, entre outras).Dedicou-ao estudo das desigualdades urbanas e das desigualdades raciais. Sua experiência profissional inclui o gerenciamento de projetos e programas,elaboração de propostas de financiamento, administração de programas de doações e estratégias de captação de recursos e marketing digital para ONGs.



+

Baga

E aí rapaziada! Meu nome é Renan Lucas Barboza Alves, mais conhecido como Baga. Tenho 21 anos e sou morador do complexo da Maré. Fui campeão na minha primeira competição de poesia, em um evento organizado pelo Grito filmes. Agora sigo para minha segunda experiência. Faço poesias voltadas...

E aí rapaziada! Meu nome é Renan Lucas Barboza Alves, mais conhecido como Baga. Tenho 21 anos e sou morador do complexo da Maré. Fui campeão na minha primeira competição de poesia, em um evento organizado pelo Grito filmes. Agora sigo para minha segunda experiência. Faço poesias voltadas para a realidade que vivo no meu gueto e sou rapper. Sou parte do coletivo “Conexão Jamaica gangue” e do grupo Quadrilha do som.



+

BIA BEDRAN

Mestre em Ciência da Arte pela UFF (Universidade Federal Fluminense), professora da UERJ, graduada em Musicoterapia e Educação Artística, cantora, compositora, contadora de histórias e escritora.Integrante do Quintal Teatro Infantil de 1973 até início dos anos 80 e do Grupo Musical...

Mestre em Ciência da Arte pela UFF (Universidade Federal Fluminense), professora da UERJ, graduada em Musicoterapia e Educação Artística, cantora, compositora, contadora de histórias e escritora.Integrante do Quintal Teatro Infantil de 1973 até início dos anos 80 e do Grupo Musical “Bloco da Palhoça”, onde mesclava composições suas com uma profunda pesquisa de ritmos e gêneros musicais do Folclore Brasileiro. Apresentou os programas “Canta-Conto” e “Lá vem História”, TVBrasil/RJ e TV Cultura de S.P., nas décadas de 80 e 90.Com mais de 35 anos de carreira dedicados ao público infantil, Bia Bedran escreveu 10 livros e gravou 8 cds com histórias populares e canções de sua autoria. Também lançou 2 DVDs gravados ao vivo, ” Histórias de um João de Barro”, uma homenagem aos 100 anos de Braguinha em 2007, e ” Cabeça de Vento”, em 2010. Nos últimos anos, viaja pelo Brasil participando de eventos culturais e congressos, levando seus espetáculos para diversos palcos em teatros, escolas e praças públicas.

FLUPP Parque –



+

Bianca Santana

Bianca Santana é autora do livro “Quando me descobri negra”, escreve para a revista Cult e em um blog no Huffington Post. Doutoranda em Ciência da Informação na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), mestra em Educação também pela USP, jornalista e...

Bianca Santana é autora do livro “Quando me descobri negra”, escreve para a revista Cult e em um blog no Huffington Post. Doutoranda em Ciência da Informação na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), mestra em Educação também pela USP, jornalista e professora universitária.



+

BNegão

Bernardo Santos, o BNegão, é cantor, compositor e um dos mais inventivos rappers do Brasil. Fundador da banda Funk Fuckers, marco do underground carioca, tornou-se nacionalmente conhecido como um dos membros da polêmica banda Planet Hemp, na qual dividiu os vocais com Marcelo D2. Com o fim...

Bernardo Santos, o BNegão, é cantor, compositor e um dos mais inventivos rappers do Brasil. Fundador da banda Funk Fuckers, marco do underground carioca, tornou-se nacionalmente conhecido como um dos membros da polêmica banda Planet Hemp, na qual dividiu os vocais com Marcelo D2. Com o fim do Planet, começou um novo projeto: BNegão & Seletores de Frequência. O grupo foi um dos primeiros a abraçar os conceitos de Creative Commons e Copyleft no Brasil com o álbum “Enxugando Gelo”, de 2003, distribuído de forma gratuita pela internet. Em 2012, o grupo lançou o álbum “Sintoniza Lá”, considerado o álbum do ano no VMB MTV. “TransmutAção”, último trabalho da banda, foi lançado em 2015.

FLUPP Pensa – 24 de maio – Galpão Bela Maré – Nova Holanda



+

Bruna Beber

Bruna Beber é uma poetisa e escritora nascida e criada entre em Duque de Caxias e “Sanja” - São João de Meriti -, na Baixada Fluminense.Com poemas que versam sobre o cotidiano nostálgico de crescer no subúrbio, Bruna Beber estreou em livro em 2006, com A fila sem fim dos demônios...

Bruna Beber é uma poetisa e escritora nascida e criada entre em Duque de Caxias e “Sanja” – São João de Meriti -, na Baixada Fluminense.Com poemas que versam sobre o cotidiano nostálgico de crescer no subúrbio, Bruna Beber estreou em livro em 2006, com A fila sem fim dos demônios descontentes. Em seguida, publicou Balés (2009), Rapapés & apupos (2010) e Rua da Padaria (2013).Bruna fez a curadoria da exposição Blooks – Letras na Rede, ao lado do poeta Omar Salomão, em 2007. Um ano depois, ganhou o 2º Prêmio QUEM Acontece na categoria revelação literária. Foi um dos destaques da FLIP de 2013. Seus poemas foram traduzidos e publicados em antologias e sites na Alemanha, Argentina, Itália, México, Estados Unidos e Portugal.

FLUPP Pensa – 27 de agosto – BossaJazz – São Gonçalo



+

Cadu Barcellos

Cadu Barcellos é cineasta. Foi diretor e roteirista de filmes como “5 x Favela - Agora por nós mesmos”, “5 x Pacificação”, “Feira da Teixeira” e “Rio de fé – Encontro com Papa Francisco” e também da série “Mais Vezes Favela”. Criou a página Maré Vive, um canal de...

Cadu Barcellos é cineasta. Foi diretor e roteirista de filmes como “5 x Favela – Agora por nós mesmos”, “5 x Pacificação”, “Feira da Teixeira” e “Rio de fé – Encontro com Papa Francisco” e também da série “Mais Vezes Favela”. Criou a página Maré Vive, um canal de mídia comunitária no Complexo da Maré que produz conteúdo, ações, discussões e auto representação sobre política, arte, cultura da e para a favela.



+

Candé Salles

Candé Salles nasceu no Rio de Janeiro e se formou em cinema pela Universidade Estácio de Sá. Transita com desenvoltura no universo audiovisual: cinema, TV e publicidade estão em seu currículo como diretor de casting e no seu trabalho como diretor. Para Sempre Teu Caio F é seu primeiro...

Candé Salles nasceu no Rio de Janeiro e se formou em cinema pela Universidade Estácio de Sá. Transita com desenvoltura no universo audiovisual: cinema, TV e publicidade estão em seu currículo como diretor de casting e no seu trabalho como diretor. Para Sempre Teu Caio F é seu primeiro longa e ganhou o prêmio de melhor longa-metragem no festival Mix Brasil de São Paulo em 2014.



Flupp
+

Carla Siccos

Carla Siccos tem 34 anos, é mãe, mobilizadora, mediadora e estudante de jornalismo. É apaixonada por tecnologia, animais e pelo social. Usa o jornal comunitário Cdd Acontece (fundado em 2011) como uma plataforma para mostrar uma Cidade de Deus diferente da que foi retratada no filme,...

Carla Siccos tem 34 anos, é mãe, mobilizadora, mediadora e estudante de jornalismo. É apaixonada por tecnologia, animais e pelo social. Usa o jornal comunitário Cdd Acontece (fundado em 2011) como uma plataforma para mostrar uma Cidade de Deus diferente da que foi retratada no filme, provando que a comunidade está longe de ser o pior lugar do mundo pra se viver.



+

Catharine Alencar Costa Moreira

Catharine Moreira é de Santos - SP, se formou em engenharia na Unisanta, porém é apaixonada por arte e dança. Estuda Teatro e Expressão Corporal. MC do SLAM do Corpo e é performer no Fragmentos Fonéticos de um (Si).

Catharine Moreira é de Santos – SP, se formou em engenharia na Unisanta, porém é apaixonada por arte e dança. Estuda Teatro e Expressão Corporal. MC do SLAM do Corpo e é performer no Fragmentos Fonéticos de um (Si).



+

Cauê Gouveia

Cauê Gouveia é paulistano (mas chegado num chinelo), irmão do meio, se formou na Unicamp e é ator da Cia de Teatro Acidental, MC do SLAM do Corpo e iluminador de dança – além de buscar a própria iluminação e estar estranhando as narrativas que dizem como as coisas são.

Cauê Gouveia é paulistano (mas chegado num chinelo), irmão do meio, se formou na Unicamp e é ator da Cia de Teatro Acidental, MC do SLAM do Corpo e iluminador de dança – além de buscar a própria iluminação e estar estranhando as narrativas que dizem como as coisas são.



+

Chris Tse

Chris Tse é poeta, orador, ativista e assistente social, residente em Whitehorse, Canadá. Tse é campeão canadense e em 2011 foi segundo colocado no campeonato mundial de Poetry Slam. Nativo de Vancouver, Tse já dividiu palco com Martin Luther King III, Demi Lovato e a banda Imagine Dragons,...

Chris Tse é poeta, orador, ativista e assistente social, residente em Whitehorse, Canadá. Tse é campeão canadense e em 2011 foi segundo colocado no campeonato mundial de Poetry Slam. Nativo de Vancouver, Tse já dividiu palco com Martin Luther King III, Demi Lovato e a banda Imagine Dragons, e fez turnê por toda América do Norte juntamente com o Kenyan Boys Choir. Atualmente trabalhando com jovens no território de Yukon, Tse também trabalhou como repórter na área de Direitos Humanos no Equador e em Gana.



+

Conceição Evaristo

Conceição Evaristo nasceu em Belo Horizonte, mas reside no Rio de Janeiro. Escritora e ensaísta, é doutora em Literatura Comparada pela UFF e mestre em Literatura Brasileira pela PUC Rio. Participa de diversos movimentos sociais negros.

Conceição Evaristo nasceu em Belo Horizonte, mas reside no Rio de Janeiro. Escritora e ensaísta, é doutora em Literatura Comparada pela UFF e mestre em Literatura Brasileira pela PUC Rio. Participa de diversos movimentos sociais negros.



+

Coral Uma Só Voz

Coral formado por membros da população de rua do Rio de Janeiro, criado a partir da iniciativa internacional With One Voice, que durante três anos desenvolveu um projeto de capacitação, treinamento e troca de experiências no setor de Arte e População de Rua entre Brasil e Reino Unido. O...

Coral formado por membros da população de rua do Rio de Janeiro, criado a partir da iniciativa internacional With One Voice, que durante três anos desenvolveu um projeto de capacitação, treinamento e troca de experiências no setor de Arte e População de Rua entre Brasil e Reino Unido. O Coral tem um repertório eclético e é formado por membros frequentadores de diversas instituições, ONGs e orgãos governamentais municipais e estaduais.



Flupp
+

Débora Ferraz

Débora Ferraz é escritora e jornalista. Seu primeiro romance, Enquanto Deus Não Está Olhando, foi vencedora da 10ª edição do Prêmio Sesc de Literatura e do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante com menos de 40 anos. Trabalha atualmente em seu segundo romance e...

Débora Ferraz é escritora e jornalista. Seu primeiro romance, Enquanto Deus Não Está Olhando, foi vencedora da 10ª edição do Prêmio Sesc de Literatura e do Prêmio São Paulo de Literatura na categoria autor estreante com menos de 40 anos. Trabalha atualmente em seu segundo romance e cursa doutorado em escrita criativa na PUC-RS.



+

Diana Bogado

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense, com parte da graduação cursada na Universidade de Sevilha, Espanha; possui mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense (2011), cursa doutorado em arquitetura e urbanismo na...

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense, com parte da graduação cursada na Universidade de Sevilha, Espanha; possui mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense (2011), cursa doutorado em arquitetura e urbanismo na Universidade de Sevilha, Espanha. Atua profissionalmente desenvolvendo projetos de arquitetura e urbanismo com ênfase em projetos urbanísticos participativos; tendo experiência de elaboração de projetos no Brasil, na África e em alguns paises latino-americanos. Atua também como docente em graduação de Arquitetura e Urbanismo ministrando disciplinas de Projeto de Arquitetura e Projeto de Urbanismo, tendo recentemente coordenado intervençoes urbanas participativas envolvendo a docência em favelas e comunidades do Rio de Janeiro e Niterói, com destaque para requalificação do parquinho da Vila Autódromo, na Zona Oeste do Rio e a construção do Museu das Remoções na mesma comunidade.



+

Diane Lima

Diane Lima é pesquisadora, curadora e diretora criativa. Especializou-se em Arte e Contemporaneidades e é mestranda em Comunicação e Semiótica na PUC-SP, na qual pesquisa estética negra e a produção de sentido nas práticas artísticas contemporâneas afro-brasileiras. É integrante do...

Diane Lima é pesquisadora, curadora e diretora criativa. Especializou-se em Arte e Contemporaneidades e é mestranda em Comunicação e Semiótica na PUC-SP, na qual pesquisa estética negra e a produção de sentido nas práticas artísticas contemporâneas afro-brasileiras. É integrante do conselho do Festival de Cinema Africano do Vale do Silício e curadora da mostra Diálogos Ausentes, projeto do Itaú Cultural que discute a presença dos negros nas mais diferentes formas de expressão.



+

Dudu Nobre

Cantor e compositor, nasceu no Rio de Janeiro. É hoje um dos artistas mais respeitados da música popular brasileira. Afilhado de samba do mestre Zeca Pagodinho, caiu nas graças do público ao gravar clássicos como Tempo de Dom-Dom, Goiabada Cascão e A Grande Família. Em quase 16 anos de...

Cantor e compositor, nasceu no Rio de Janeiro. É hoje um dos artistas mais respeitados da música popular brasileira. Afilhado de samba do mestre Zeca Pagodinho, caiu nas graças do público ao gravar clássicos como Tempo de Dom-Dom, Goiabada Cascão e A Grande Família. Em quase 16 anos de carreira, Dudu faz, atualmente, turnê no Brasil e no mundo para divulgar seu álbum, o elogiado “Ainda é Cedo”. Em 2015 Dudu comemorou a virada do ano em um memorável show que fez no Palco Santa Clara na Praia de Copacabana no Rio de Janeiro. Um dos réveillons mais conhecidos do mundo.



Flupp Parque
+

Edmeé Diosaloca

Edmeé Diosaloca participou de seu primeiro Slam em 2008. Atuou como performer, tradutora, radialista, escritora e colaborou com músicos, diretores e atores. Após uma viagem ao redor do mundo em 2014, ela se convenceu do poder da poesia. Desde então é membro organizadora do National Circuit...

Edmeé Diosaloca participou de seu primeiro Slam em 2008. Atuou como performer, tradutora, radialista, escritora e colaborou com músicos, diretores e atores. Após uma viagem ao redor do mundo em 2014, ela se convenceu do poder da poesia. Desde então é membro organizadora do National Circuit of Slam Poetry Mexico.



+

Edu Carvalho

Edu Carvalho, jovem sonhador e estudante do ensino médio estadual do Rio. Tem 18 anos, é apaixonado por jornalismo desde pequeno, já participou de eventos como o Onda Cidadã no Cariri, Bienal do Livro no Rio e a Flip, em Paraty, mostrando um pouco de seu trabalho ao retratar assuntos do...

Edu Carvalho, jovem sonhador e estudante do ensino médio estadual do Rio. Tem 18 anos, é apaixonado por jornalismo desde pequeno, já participou de eventos como o Onda Cidadã no Cariri, Bienal do Livro no Rio e a Flip, em Paraty, mostrando um pouco de seu trabalho ao retratar assuntos do dia-a- dia em sua escrita e o lugar onde mora: a Favela da Rocinha.



+

El brujo

El brujo é rapper e agitador cultural, poeta e gestor de eventos culturais. Nascido em Havana, Cuba, se dedica a atividades culturais desde a criação dos eventos de Hip Hop em sua cidade. Dirige o Festival Internacional Zonas Poéticas e é coordenador do Simpósio de Hip Hop Cubano. ...

El brujo é rapper e agitador cultural, poeta e gestor de eventos culturais. Nascido em Havana, Cuba, se dedica a atividades culturais desde a criação dos eventos de Hip Hop em sua cidade. Dirige o Festival Internacional Zonas Poéticas e é coordenador do Simpósio de Hip Hop Cubano.

Rio Poetry Slam 2016



+

Elisa Larkin

Elisa Larkin Nascimento é doutora em psicologia, mestre em direito e em ciências sociais e curadora de exposições educacionais e artísticas. Ela é co-fundadora e presidenta do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro­Brasileiros (IPEAFRO), que realiza cursos e fóruns com educadores sobre o...

Elisa Larkin Nascimento é doutora em psicologia, mestre em direito e em ciências sociais e curadora de exposições educacionais e artísticas. Ela é co-fundadora e presidenta do Instituto de Pesquisas e Estudos Afro­Brasileiros (IPEAFRO), que realiza cursos e fóruns com educadores sobre o ensino da história e cultura de matriz africana e das relações étnico-raciais.No IPEAFRO, coordena o tratamento técnico do acervo do professor e teatrólogo Abdias Nascimento, considerado um dos maiores expoentes da cultura negra no Brasil e no mundo. Elisa Larkin foi casada com Abdias Nascimento, que foi o autor homenageado da terceira edição da FLUPP.Com base nesse acervo, escreveu e organizou diversos livros, inclusive O sortilégio da cor: Identidade, raça e gênero no Brasil, e os cinco volumes da Coleção Sankofa.


FLUPP Pensa – 20 de agosto – Centro Cultural Capoeira Cidadã – Jacarepaguá



+

Ellen Oléria

Ellen Oléria é uma cantora e compositora brasileira. Atualmente completa 15 anos de carreira acumulando prêmios em festivais e com 5 discos lançados. Ela alcançou com sua última turnê cidades de norte a sul do Brasil e também o público de Espanha, França, Angola, Estados Unidos,...

Ellen Oléria é uma cantora e compositora brasileira. Atualmente completa 15 anos de carreira acumulando prêmios em festivais e com 5 discos lançados. Ela alcançou com sua última turnê cidades de norte a sul do Brasil e também o público de Espanha, França, Angola, Estados Unidos, Inglaterra, Rússia, Japão e Taiwan. Seu recente projeto musical é o Afrofuturista, trabalho em que a artista combina com maestria ritmos brasileiros como o samba, o forró, o carimbó, o afoxé, o maracatu com os timbres e arranjos contemporâneos que apontam para um encontro urbano de identidades e discurso do protagonismo das comunidades negras no Brasil. A versatilidade de Ellen estende-se também ao seu ativismo político que podemos acompanhar no Estação Plural, talk show criado pela TV Brasil para tratar de pautas de comportamento e temas do universo LGBT. No inovador programa da TV Pública, Ellen Oléria estreia como apresentadora.



+

Enderson Araújo

Enderson Araújo é morador de Sussuarana, bairro da periferia de Salvador - Bahia. Já fez um pouco de quase tudo: vendeu picolé, bijuteria, lavou carros e motos, foi pedreiro, marceneiro, mecânico mas a única profissão em carteira assinada é de gari. Há seis anos, criou o coletivo Mídia...

Enderson Araújo é morador de Sussuarana, bairro da periferia de Salvador – Bahia. Já fez um pouco de quase tudo: vendeu picolé, bijuteria, lavou carros e motos, foi pedreiro, marceneiro, mecânico mas a única profissão em carteira assinada é de gari. Há seis anos, criou o coletivo Mídia Periférica, que nasceu com o intuito de comunicar o dia-a-dia da sua comunidade sem sensacionalismo. Teve êxito e ganhou muitos prêmios. Enderson está preparando um livro para contar os desafios enfrentados ao longo de sua vida.



+

Fabio Fabato

O carioca Fabio Fabato é jornalista, flamenguista e apaixonado pelo carnaval. É tido como um dos maiores especialistas na história das escolas de samba do Rio.Tem cinco livros publicados, quatro deles ligados à folia de Momo na cidade. Um desses livros é Pra tudo começar na quinta-feira: o...

O carioca Fabio Fabato é jornalista, flamenguista e apaixonado pelo carnaval. É tido como um dos maiores especialistas na história das escolas de samba do Rio.Tem cinco livros publicados, quatro deles ligados à folia de Momo na cidade. Um desses livros é Pra tudo começar na quinta-feira: o enredo dos enredos, escrita em parceria com o historiador Luiz Antônio Simas. Trata-se de uma vasta pesquisa sobre a relação entre os enredos e o contexto politico-social em diferentes épocas.Sua única obra de ficção, escrita em parceria com Vera Marina, é o romance Louvre ­Rivoli: estação partida.Além de ser comentarista da Rádio Tupi, Fabato é o organizador da premiada série de livros Famílias do Samba, biografias em crônicas de 14 grandes agremiações.


FLUPP Pensa – 25 de junho – Padaria Caliel – Salgueiro.



+

Fatima Moumouni

Fatima Moumouni é Rapper, e uma Spoken Word Poet. Seus poemas são escritos para serem falados rápidos e certeiros. Tem 24 anos e é de Munique, Alemanha. Rio Poetry Slam 2016

Fatima Moumouni é Rapper, e uma Spoken Word Poet. Seus poemas são escritos para serem falados rápidos e certeiros. Tem 24 anos e é de Munique, Alemanha.

Rio Poetry Slam 2016



+

Favela Funk Finlândia

Favela Funk Finlândia é um grupo de experientes músicos finlandeses, que são o Tuomo, Gracias, Samigo e Flam. Cada um tem uma significativa carreira solo e nesse projeto eles colaboram para fazerem música e turnê pelo Brasil juntos. Sua música é uma mistura de hip hop tradicional com um...

Favela Funk Finlândia é um grupo de experientes músicos finlandeses, que são o Tuomo, Gracias, Samigo e Flam. Cada um tem uma significativa carreira solo e nesse projeto eles colaboram para fazerem música e turnê pelo Brasil juntos. Sua música é uma mistura de hip hop tradicional com um pouco de soul, funk e, é claro, funk de favela.
Favela Funk Finlândia fez alguns shows no Rio em 2015, incluindo um show na Cidade de Deus e no Olho da Rua, uma galeria/clube em Botafogo.
Agora eles estão de volta à cidade para agitar o público carioca novamente.



+

Felipe Botelho Corrêa

Nascido e criado na cidade do Rio de Janeiro, Felipe Botelho Corrêa é mestre em Comunicação Social pela PUC-Rio, doutor em literatura pela Universidade de Oxford, e atua como pesquisador e professor de literatura e cultura brasileira e lusófona na King’s College, em Londres. Seus...

Nascido e criado na cidade do Rio de Janeiro, Felipe Botelho Corrêa é mestre em Comunicação Social pela PUC-Rio, doutor em literatura pela Universidade de Oxford, e atua como pesquisador e professor de literatura e cultura brasileira e lusófona na King’s College, em Londres.

Seus estudos em comunicação se pautaram pela análise de reportagens sobre crimes violentos, que resultaram no livro Imaginário do medo: imprensa e violência urbana.

Sua extensa pesquisa sobre a obra do escritor e jornalista Lima Barreto resultou na descoberta de 164 textos  inéditos desse que é o primeiro romancista a se ver como negro na história da literatura brasileira. A pesquisa foi publicada no livro Sátiras e outras subversões: 164 textos inéditos de Lima Barreto.

Lima Barreto foi o primeiro autor homenageado da FLUPP, em 2012.

FLUPP Pensa – 30 de julho – Cadeg – Benfica.



+

Fernando Molica

Escritor e jornalista com passagens pelos mais importantes veículos brasileiros, como O Globo, Folha de São Paulo, Estadão e O Dia, nesse último como titular da coluna “Informe do Dia” e cronista da coluna ‘Estação Carioca’. Autor dos romances Notícias do Mirandão, O ponto da...

Escritor e jornalista com passagens pelos mais importantes veículos brasileiros, como O Globo, Folha de São Paulo, Estadão e O Dia, nesse último como titular da coluna “Informe do Dia” e cronista da coluna ‘Estação Carioca’. Autor dos romances Notícias do Mirandão, O ponto da partida, O inventário de Julio Reis e Bandeira negra, amor, além do infanto-juvenil O misterioso craque da Vila Belmira. Lançou ainda o livro­-reportagem O homem que morreu três vezes, que recebeu menção honrosa do Prêmio Vladimir Herzog, e participou de diversas coletâneas. Como diretor da Abraji ­ (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo)­, organizou três coletâneas de reportagens: 10 reportagens que abalaram a ditadura, 50 anos de crimes e 11 gols de placa.


FLUPP Pensa – 30 de julho – Cadeg – Benfica.



+

Flávia Oliveira

Flávia Oliveira é colunista do jornal O Globo e comentarista de economia na GloboNews. Ganhou o Prêmio Jornalismo para Tolerância 2003, pelo suplemento A Cor do Brasil, sobre desigualdade racial. A convite da Prefeitura, integra desde 2011 o Conselho da Cidade do Rio de Janeiro, que debate o...

Flávia Oliveira é colunista do jornal O Globo e comentarista de economia na GloboNews. Ganhou o Prêmio Jornalismo para Tolerância 2003, pelo suplemento A Cor do Brasil, sobre desigualdade racial. A convite da Prefeitura, integra desde 2011 o Conselho da Cidade do Rio de Janeiro, que debate o plano estratégico do município. É membro dos conselhos consultivos da Anistia Internacional do Brasil e da ONG Uma Gota no Oceano.



+

Guy Deslauriers

Guy Deslauriers é um cineasta francês nascido na ilha da Martinica. Sua carreira começou nos anos 80 e possui mais de 30 filmes, entre eles Aliker, Biguine e Passagem do Meio. Sua obra tem como tema central a resistência negra, em especial a das Antilhas. Seu principal colaborador é o...

Guy Deslauriers é um cineasta francês nascido na ilha da Martinica. Sua carreira começou nos anos 80 e possui mais de 30 filmes, entre eles Aliker, Biguine e Passagem do Meio. Sua obra tem como tema central a resistência negra, em especial a das Antilhas. Seu principal colaborador é o também francês da Martinica Patrick Chamoiseau, também convidado pela FLUPP.



+

Hans-Ulrich Treichel 

O romancista, poeta e ensaísta alemão Hans-Ulrich Treichel é professor no Instituto de Literatura Alemã da Universidade de Leipzig, em um curso de três anos destinado a formar jovens talentos literários. Começou a carreira literária com coletâneas de poesias, mas alcançou notoriedade...

O romancista, poeta e ensaísta alemão Hans-Ulrich Treichel é professor no Instituto de Literatura Alemã da Universidade de Leipzig, em um curso de três anos destinado a formar jovens talentos literários. Começou a carreira literária com coletâneas de poesias, mas alcançou notoriedade com romances marcados pelo bom humor, uma rascante ironia e influências autobiográficas.
O Acorde de Tristão é inspirado na experiência de Treichel como escritor de libretos de óperas para um compositor de vanguarda. O romance O Perdido nasceu após descobrir, por acaso, que teve um irmão desaparecido quando criança no caos da Alemanha posterior à Segunda Guerra. Ambos foram publicados no Brasil.

FLUPP Pensa – 24 de setembro – Bilioteca Parque – Rocinha – encerrando o processo de formação de 2016.



+

Haroldo Costa

Haroldo Costa é imortal da Academia Brasileira de Artes, ocupando a 32ª cadeira de Castro Alves, Comendador e Embaixador Cultural do Rio, ator, jornalista, diretor de TV e rádio, produtor cultural e escritor. Fundou o primeiro grupo nacional de danças folclóricas do Brasil, o BRASILIANA,...

Haroldo Costa é imortal da Academia Brasileira de Artes, ocupando a 32ª cadeira de Castro Alves, Comendador e Embaixador Cultural do Rio, ator, jornalista, diretor de TV e rádio, produtor cultural e escritor. Fundou o primeiro grupo nacional de danças folclóricas do Brasil, o BRASILIANA, com o qual excursionou por 30 países. Discursou em conferências na UNESCO, em Paris. É formado em Etnologia Musical pela Sorbonne. É um dos mais requisitados produtores de shows genuinamente brasileiros.



+

Heloísa Buarque de Hollanda

Heloísa Buarque de Hollanda é professora Emérita de Teoria Crítica da Cultura/Escola de Comunicação e Coordenadora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea/Faculdade de Letras, ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desenvolve o projeto Universidade das Quebradas, baseado...

Heloísa Buarque de Hollanda é professora Emérita de Teoria Crítica da Cultura/Escola de Comunicação e Coordenadora do Programa Avançado de Cultura Contemporânea/Faculdade de Letras, ambos da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Desenvolve o projeto Universidade das Quebradas, baseado no conceito de ecologia dos saberes. É autora de muitos livros, entre eles 26 poetas hoje e Feminismo como crítica da cultura.



+

Henrique Rodrigues

Formado em Letras pela Uerj, com especialização em Jornalismo Cultural, é mestre e doutor em Letras pela PUC-­Rio. Já foi atendente de lanchonete, balconista de videolocadora, professor, superintendente pedagógico da Secretaria de Estado de Educação do RJ e coordenador pedagógico do...

Formado em Letras pela Uerj, com especialização em Jornalismo Cultural, é mestre e doutor em Letras pela PUC-­Rio.
Já foi atendente de lanchonete, balconista de videolocadora, professor, superintendente pedagógico da Secretaria de Estado de Educação do RJ e coordenador pedagógico do programa Oi Kabum!. Participou de várias antologias literárias e é autor de 11 livros, dentre os quais o romance O próximo da fila, inspirado no período em que foi atendente do McDonald’ s. Atualmente, trabalha na gestão de projetos literários no Sesc Nacional. Henrique foi um dos autores selecionados para o Printemps Littéraire Brésilien em 2016, evento realizado na Universidade Sorbonne, na França.

FLUPP Pensa – 13 de agosto – Tavares Bastos



Flupp Pensa
+

Inua Ellams

Inua Ellams é nigeriano e um profissional da arte. Poeta, dramaturgo, performer, artista gráfico; designer e fundador do Midnight Run, maratona de arte noturna. Em seu trabalho encontram-se temas como identidade, descolamento e destino, mesclando sempre o passado e presente: histórias...

Inua Ellams é nigeriano e um profissional da arte. Poeta, dramaturgo, performer, artista gráfico; designer e fundador do Midnight Run, maratona de arte noturna. Em seu trabalho encontram-se temas como identidade, descolamento e destino, mesclando sempre o passado e presente: histórias africanas tradicionais com poesia contemporânea. Inua tem três livros de poesia publicados e inúmeras peças.



+

Ivana Bentes

Ivana Bentes é ensaísta, professora, curadora e pesquisadora acadêmica brasileira, atuante na área de comunicação e cultura, com ênfase nas questões relativas ao papel da comunicação, da produção audiovisual e das novas tecnologias na cultura contemporânea. Foi diretora da Escola de...

Ivana Bentes é ensaísta, professora, curadora e pesquisadora acadêmica brasileira, atuante na área de comunicação e cultura, com ênfase nas questões relativas ao papel da comunicação, da produção audiovisual e das novas tecnologias na cultura contemporânea. Foi diretora da Escola de Comunicação da UFRJ de 2006 a 2013.



+

Jackie Hagan

Jackie Hagan é conhecida e premiada por seu show solo Some People Have Too Many Legs, sobre a perda de sua perna em 2013. Seu programa é exibido em um canal do Reino Unido. Ela gerencia uma organização que tenta criar formas para pessoas com problemas de acessibilidade. Apaixonada em fazer...

Jackie Hagan é conhecida e premiada por seu show solo Some People Have Too Many Legs, sobre a perda de sua perna em 2013. Seu programa é exibido em um canal do Reino Unido. Ela gerencia uma organização que tenta criar formas para pessoas com problemas de acessibilidade. Apaixonada em fazer arte gratuita para todos, é uma boa viajante (como uma hamster.)



+

Jean-Yves Loude

Nasceu na França, mas desde cedo tinha o desejo de descobrir o mundo, inspirado pela leitura de clássicos como Alexandra David-Neel, Kipling, Jules Verne e Tintin. Com 20 anos, começou a percorrer o mundo em busca de contatos humanos. Escreve sobre a riqueza das outras culturas e as lendas de...

Nasceu na França, mas desde cedo tinha o desejo de descobrir o mundo, inspirado pela leitura de clássicos como Alexandra David-Neel, Kipling, Jules Verne e Tintin. Com 20 anos, começou a percorrer o mundo em busca de contatos humanos. Escreve sobre a riqueza das outras culturas e as lendas de cada povo. Dedicou seu livro, Pepitas brasileiras, ao papel essencial dos afro-descendentes na construção da identidade brasileira.



Flupp
+

Jeferson De

Jeferson De estudou cinema na USP, onde foi bolsista da FAPESP com a pesquisa “Diretores Cinematográficos Negros”. É roteirista e diretor de curtas premiados. Em 2003, produziu em São Paulo os programas “Brasil Total” e “Central da Periferia”, exibidos na TV Globo. Seu 3º...

Jeferson De estudou cinema na USP, onde foi bolsista da FAPESP com a pesquisa “Diretores Cinematográficos Negros”. É roteirista e diretor de curtas premiados. Em 2003, produziu em São Paulo os programas “Brasil Total” e “Central da Periferia”, exibidos na TV Globo. Seu 3º longa-metragem, “Correndo Atrás”, está em processo de finalização .



+

Jenyffer Nascimento

Nascida em Pernambuco e criada na periferia de São Paulo, Jenyffer Nascimento cresceu em constante intimidade com a rua, território de exploração e inspiração.No rasante pelas quebradas, cruzou há nove anos com o movimento cultural e literário, em especial os saraus da zona sul de São...

Nascida em Pernambuco e criada na periferia de São Paulo, Jenyffer Nascimento cresceu em constante intimidade com a rua, território de exploração e inspiração.No rasante pelas quebradas, cruzou há nove anos com o movimento cultural e literário, em especial os saraus da zona sul de São Paulo.Da vontade ao fazer poético, se mesclaram uma identidade plural de mulher, mãe, negra, periférica e, sobretudo, alguém com o desejo de liberdade. Em 2013, debutou na antologia Pretextos de Mulheres Negras, organizado pelo Coletivo Mjiba – Jovem Mulher Revolucionária, misto de zine, coletivo e selo feminista por onde publicou também a coletânea autoral intitulada Terra Fértil.

FLUPP Pensa – 28 de maio – Vila Autódromo.



+

Jéssica Balbino

Jéssica Balbino é jornalista, escritora, produtora cultural, assessora de imprensa e mestranda em comunicação na Unicamp, com um intenso histórico de militância no Hip-Hop, literatura e causas feministas. Apaixonada pela literatura marginal e periférica, criou o projeto Margens, que...

Jéssica Balbino é jornalista, escritora, produtora cultural, assessora de imprensa e mestranda em comunicação na Unicamp, com um intenso histórico de militância no Hip-Hop, literatura e causas feministas. Apaixonada pela literatura marginal e periférica, criou o projeto Margens, que mapeia e dá visibilidade às mulheres da literatura contemporânea brasileira (www.margens.com.br). Foi produtora e assessora do rapper Renan Inquérito entre 2010 e 2015. É autora dos livros “Traficando Conhecimento” e “Hip-Hop: A Cultura Marginal”.



Flupp Pensa
+

jessica Care moore

jessica Care moore tem orgulho de ter nascido em Detroit, Estados Unidos. Teve sua primeira aparição na Televisão quando ganhou o lendário “It’s Showtime at the Apollo”, em que competiu e ganhou 5 vezes com o mesmo poema. Hoje é uma renomada poeta internacional, promove artistas, é...

jessica Care moore tem orgulho de ter nascido em Detroit, Estados Unidos. Teve sua primeira aparição na Televisão quando ganhou o lendário “It’s Showtime at the Apollo”, em que competiu e ganhou 5 vezes com o mesmo poema. Hoje é uma renomada poeta internacional, promove artistas, é educadora e ativista. CEO da Moore Black Press. Produtora executiva da Black WOMEN Rock! e fundadora da Fundação Jess Care Moor. Ganhou os prêmios: Kresge Arts Fellow, em 2016 e o Alain Locke , em 2013, do instituto de arte de Detroit. Autora dos livros Words Don’t Fit in My Mouth, The Alphabet Verses The Ghetto, God is Not an American, Sunlight Through Bullet Holes, e autora da instalação de poemas e artes visuais: We Want Our Bodies Back, que homenageou Sandra Bland. Ela percorre o mundo levando sua arte e essa será sua primeira aparição no Brasil!



+

Jéssica Ipólito

Jéssica Ipólito, a Jész, tem 24 anos e há 3 começou a escrever no blog Gorda&Sapatão, que versa sobre si mesma entre experiências e descobertas em âmbito afetivo e político, refletindo acerca de feminismos, negritude, lesbianidade, gordofobia, racismos. É feminista negra e...

Jéssica Ipólito, a Jész, tem 24 anos e há 3 começou a escrever no blog Gorda&Sapatão, que versa sobre si mesma entre experiências e descobertas em âmbito afetivo e político, refletindo acerca de feminismos, negritude, lesbianidade, gordofobia, racismos. É feminista negra e interseccional. Preta, gorda e sapatão e também afro-latina.



+

Jo Clifford

Jo Clifford é dramaturga, poeta e atriz residente em Edimburgo, na Escócia. É autora de cerca de 80 peças de teatro, muitas das quais já foram montadas em vários países. Sua adaptação de Grandes Expectativas, de Charles Dickens, tornou Jo Clifford a primeira dramaturga abertamente...

Jo Clifford é dramaturga, poeta e atriz residente em Edimburgo, na Escócia. É autora de cerca de 80 peças de teatro, muitas das quais já foram montadas em vários países. Sua adaptação de Grandes Expectativas, de Charles Dickens, tornou Jo Clifford a primeira dramaturga abertamente transgênero a ter um texto de teatro montado no West End de Londres. Em 2009, encenou pela primeira vez seu texto O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu, onde passagens bíblicas são narradas por um Jesus transgênero com um olhar contemporâneo.



+

João Cezar de Castro Rocha

João Cezar de Castro Rocha é um premiado escritor, ensaísta e professor de literatura comparada na UERJ. Entre outros títulos, é autor de Machado de Assis: Por uma poética da emulação, vencedor do Prêmio de Crítica e História Literária da Academia Brasileira de Letras; Por uma...

João Cezar de Castro Rocha é um premiado escritor, ensaísta e professor de literatura comparada na UERJ. Entre outros títulos, é autor de Machado de Assis: Por uma poética da emulação, vencedor do Prêmio de Crítica e História Literária da Academia Brasileira de Letras; Por uma esquizofrenia produtiva: da prática à teoria; e das coletâneas de ensaios O Exílio do Homem Cordial e Cordialidade à brasileira: Mito ou realidade? – nas quais analisa o “homem cordial” sistematizado por Sérgio Buarque de Holanda no essencial Raízes do Brasil.

João Cezar foi organizador de mais de 20 títulos e é colaborador regular da imprensa.

FLUPP Pensa – 14 de maio – Biblioteca Parque do Alemão.



+

Joel Zito Araújo

Joel Zito Araújo é doutor em Ciências da comunicação pela ECA/USP, fez pós-doutorado no departamento de rádio, TV e cinema e no departamento de antropologia da Universidade do Texas, em Austin, EUA. É hoje um premiado diretor e escritor conhecido por tematizar o negro na sociedade...

Joel Zito Araújo é doutor em Ciências da comunicação pela ECA/USP, fez pós-doutorado no departamento de rádio, TV e cinema e no departamento de antropologia da Universidade do Texas, em Austin, EUA. É hoje um premiado diretor e escritor conhecido por tematizar o negro na sociedade brasileira. Sua extensa obra inclui o documentário A Negação do Brasil (2000) e o documentário RAÇA (2013), este selecionado para os festivais de Havana, FESPACO-África e Toulouse-França.



+

José Eduardo Agualusa

Agualusa nasceu em Huambo, Angola, mas é um cidadão do mundo no sentido clássico da palavra. Viveu em diferentes países, muitos dos quais já teve seus livros publicados.Tornou-se conhecido no Brasil a partir de sua participação na Flip - a Festa Literária Internacional de Paraty, numa...

Agualusa nasceu em Huambo, Angola, mas é um cidadão do mundo no sentido clássico da palavra. Viveu em diferentes países, muitos dos quais já teve seus livros publicados.Tornou-se conhecido no Brasil a partir de sua participação na Flip – a Festa Literária Internacional de Paraty, numa mesa que dividiu com Caetano Veloso. O livro que motivou o convite foi O ano em que Zumbi tomou o Rio.O escritor angolano tem uma obra ampla e diversificada, com romances, coletâneas de poesias, contos e peças de teatro. Os premiados A Conjura, Nação Crioula, Fronteiras Perdidas e O Vendedor de Passados estão entre seus títulos mais importantes. Sua obra já foi traduzida para mais de 25 idiomas.
Na imprensa, assinou crônicas para o jornal português Público e atualmente escreve crônicas mensais para a revista portuguesa LER e semanais para o jornal O Globo e o portal Rede Angola. Durante a polêmica sobre a ausência de autores negros na Flip, dedicou uma coluna a sua mesa na FLUPP Pensa, particularmente sobre a plateia negra presente no Teatro Mário Lago.


FLUPP Pensa – 4 de junho – Teatro Mário Lago – Vila Kennedy



+

Julio Ludemir

Julio Ludemir é escritor e produtor cultural. Tem nove livros publicados, a maioria dos quais sobre a periferia do Rio de Janeiro. É um dos criadores da Batalha do Passinho e da FLUPP.

Julio Ludemir é escritor e produtor cultural. Tem nove livros publicados, a maioria dos quais sobre a periferia do Rio de Janeiro. É um dos criadores da Batalha do Passinho e da FLUPP.



+

Katia Leal de Sena

Katia de Sena é mãe, poeta e atriz nas horas difíceis. Moradora da região periférica de Belo Horizonte, Minas Gerais. Desde sempre atuava no teatro, interpretando personagens e roteiros de sua própria criação. Seus (suas) filh@s, Luiz Felipe, Raquel e Lorena, são inspiração para muito...

Katia de Sena é mãe, poeta e atriz nas horas difíceis. Moradora da região periférica de Belo Horizonte, Minas Gerais. Desde sempre atuava no teatro, interpretando personagens e roteiros de sua própria criação. Seus (suas) filh@s, Luiz Felipe, Raquel e Lorena, são inspiração para muito de sua poesia, que versa sobre sua vida de alegrias e cicatrizes. Fortaleceu seus poemas no Sarau Coletivoz e já foi vencedora do Slam Da Estação, em Ibirité.



+

Katia Lund

Katia Lund é uma cineasta paulistana de pais norte-americanos, que co-dirigiu o filme Cidade de Deus ao lado de Fernando Meirelles. Entre seus trabalhos de maior destaque estão o documentário Notícias de uma Guerra Particular, sobre a situação entre traficantes e polícia nas favelas do...

Katia Lund é uma cineasta paulistana de pais norte-americanos, que co-dirigiu o filme Cidade de Deus ao lado de Fernando Meirelles. Entre seus trabalhos de maior destaque estão o documentário Notícias de uma Guerra Particular, sobre a situação entre traficantes e polícia nas favelas do Rio de Janeiro, além de um segmento para o filme All the Invisible Children, do qual também participaram artistas como Spike Lee e Emir Kusturica.



+

Kiko Sena

Kiko Sena é uma sereia de natureza alagoana, nascida em Maceió – AL e crescida às margens da Lagoa Manguaba e da Praia do Francês, em Marechal Deodoro – AL, onde pintava o sete ainda quando criança. Radicada em Brasília, a bicha é estudante do curso de licenciatura em artes cênicas...

Kiko Sena é uma sereia de natureza alagoana, nascida em Maceió – AL e crescida às margens da Lagoa Manguaba e da Praia do Francês, em Marechal Deodoro – AL, onde pintava o sete ainda quando criança. Radicada em Brasília, a bicha é estudante do curso de licenciatura em artes cênicas na Universidade de Brasília – UnB; é performer, artistartesã e poeta.



+

Leonardo Lichote

Leonardo Lichote é repórter e crítico musical do Globo desde 2001. É autor dos textos críticos que acompanham a caixa do Chico Buarque “De todas as maneiras” (Universal), que contém os 22 primeiros discos do artista. Trabalha numa biografia de Elke Maravilha. Integra o júri do Prêmio...

Leonardo Lichote é repórter e crítico musical do Globo desde 2001. É autor dos textos críticos que acompanham a caixa do Chico Buarque “De todas as maneiras” (Universal), que contém os 22 primeiros discos do artista. Trabalha numa biografia de Elke Maravilha. Integra o júri do Prêmio da Música Brasileira e o Super Júri do Prêmio Multishow.



+

Lia Minapoty

Lia Minapoty é uma das jovens lideranças indígenas brasileiras, de etnia maraguá, cujos livros e palestras são sempre pautadas pela causa indígena. É autora de cinco livros para o público infanto-juvenil, dentre os quais se destaca “Tainaly, uma menina maraguá”. Também é artista...

Lia Minapoty é uma das jovens lideranças indígenas brasileiras, de etnia maraguá, cujos livros e palestras são sempre pautadas pela causa indígena. É autora de cinco livros para o público infanto-juvenil, dentre os quais se destaca “Tainaly, uma menina maraguá”. Também é artista plástica e faz parte da diretoria da AMIMA – Associação das Mulheres Indígenas Maraguá.



+

Lilian Thuram

Nascido na ilha de Guadalupe, departamento ultramarino francês, o zagueiro Lilian Thuram é um dos mais importantes jogadores da história do futebol do país e um influente ativista da questão negra.Em 2008, após sua aposentadoria, criou a Fundação Lilian Thuram, que desenvolve atividades...

Nascido na ilha de Guadalupe, departamento ultramarino francês, o zagueiro Lilian Thuram é um dos mais importantes jogadores da história do futebol do país e um influente ativista da questão negra.Em 2008, após sua aposentadoria, criou a Fundação Lilian Thuram, que desenvolve atividades de conscientização como forma de combate ao preconceito racial.Ele se tornou o rosto de campanhas anti-racismo da UEFA e virou embaixador oficial da Unicef. Thuram também foi figura importante nas lutas contra a homofobia na Europa, participando de ações em apoio ao casamento de pessoas do mesmo sexo.
Nas letras, outros golaços. Ele é autor de cinco livros, alguns de viés autobiográfico, como 8 juillet 1998, sobre a sua carreira futebolística; Manifeste pour l’egalité, livro no qual discursa sobre igualdade na França e Mes Étoiles Noires, que retrata grandes personalidades negras da humanidade.


FLUPP Pensa – 14 de junho – teatro Cecília Meireles – Centro

Foi o maior público da história da FLUPP Pensa.



+

Lisa Castro

Lisa Castro é nascida e criada em Morro Agudo, Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Ela integra o grupo de rap U-Sal. É MC, contista e poetisa residente do Sarau Poetas Compulsivos e Do vulcão. Vencedora de duas edições do Slam Tagarela, finalista do primeiro Slam da Arena Carioca Jovelina...

Lisa Castro é nascida e criada em Morro Agudo, Nova Iguaçu, Baixada Fluminense. Ela integra o grupo de rap U-Sal. É MC, contista e poetisa residente do Sarau Poetas Compulsivos e Do vulcão. Vencedora de duas edições do Slam Tagarela, finalista do primeiro Slam da Arena Carioca Jovelina Pérola Negra e do Slam Nova Iguaçu Por Onde a Poesia Passa na FLIP.



+

Lobinho

Lobinho, que teve no registro de nascimento o nome de Edílson Silva Borges é aprendiz de poeta, que procura expor em palavras o que vê, sente e vive. Desde os nove anos de idade iniciou seu contato com textos e poemas através da leitura, o que despertou seu imaginário para a busca de um...

Lobinho, que teve no registro de nascimento o nome de Edílson Silva Borges é aprendiz de poeta, que procura expor em palavras o que vê, sente e vive. Desde os nove anos de idade iniciou seu contato com textos e poemas através da leitura, o que despertou seu imaginário para a busca de um mundo melhor. Em seus poemas há questionamentos, impressões e muita luta contra o preconceito contra os que se mostram diferentes, destoando do padrão imposto pelo sistema, que impõe comportamentos e formas de agir padronizadas, que massacram o ser humano. Lobinho é a busca constante da poesia em si mesmo, nos outros e no espaço que o rodeia, como implícito neste poema:

“faça de sua vida poesia, ao ver a lua ou o sol, sorria”.



+

Luciene Carvalho

Luciene Carvalho é escritora e poeta. Como diretora, Luciene participou dos documentários Congo da Nossa Senhora do Livramento, Fronteiras do Imponderável e Filhos de São Benedito: nos ombros do andor. Sendo uma declamadora que escreve, parte importante do seu trabalho se faz em shows...

Luciene Carvalho é escritora e poeta. Como diretora, Luciene participou dos documentários Congo da Nossa Senhora do Livramento, Fronteiras do Imponderável e Filhos de São Benedito: nos ombros do andor. Sendo uma declamadora que escreve, parte importante do seu trabalho se faz em shows poéticos em que une figurino, efeitos cênicos e trilhas musicais para oferecer sua poesia viva e colocá-la a serviço da emoção da plateia. Foram eles: Poesia, Versos e Cordas; Pá de Cal; Brinquedo de Esperar: Jardim em Verso; Mulheres de Vênus; A Escola Literária do Samba; Canto do Porto e Insânia, entre outros. Ela assumiu a cadeira 31 da Academia Mato Grossense de Letras em 13/08/2015.



+

Luiz Antonio Simas

Luiz Antonio Simas é mestre em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autor de Pra tudo começar na quinta-feira e O vidente míope, entre outros.Trabalhou como consultor no processo de criação do novo MIS - Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro. É curador do Fim de...

Luiz Antonio Simas é mestre em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. É autor de Pra tudo começar na quinta-feira e O vidente míope, entre outros.Trabalhou como consultor no processo de criação do novo MIS – Museu da Imagem e do Som do Rio de Janeiro. É curador do Fim de Semana do Livro no Porto.



+

Magiu

Magiu é autora dos livros “Da Poeta ao Inevitável” (Ed. Patuá/13), “Alteridade” e “Avessamento”, além de dramaturga dos espetáculos “Mais um Hamlet”, “Alteridade” e “Bruta Flor do Querer”, em que também assina a direção. É membro-fundadora do grupo Companhia e...

Magiu é autora dos livros “Da Poeta ao Inevitável” (Ed. Patuá/13), “Alteridade” e “Avessamento”, além de dramaturga dos espetáculos “Mais um Hamlet”, “Alteridade” e “Bruta Flor do Querer”, em que também assina a direção. É membro-fundadora do grupo Companhia e Fúria, em que atua, dirige e escreve. Formou-se jornalista pela Fundação Cásper Líbero e atriz pelo Teatro Escola Célia Helena; é coach formada pela International Coaching Community; especializou-se em Roteiro para TV na Academia Internacional de Cinema e é pós-graduanda em Arte Educação na ECA/USP. Em 2012, publicou o manifesto “Por um imaginário”, em que explora as camadas de opressão que uma mulher artista vivencia no cotidiano do dito “mercado cultural” e as diretrizes de sua pesquisa estética/existencial por um imaginário feminista.



+

Mano Brown

Pedro Paulo Soares Pereira, o Mano Brown, é líder do Racionais MCs, o grupo de rap mais influente do país. A importância do Racionais rompe fronteiras culturais e geográficas. Junto aos parceiros Ice Blue, Edi Rock e KL Jay, Brown fez do rap instrumento de luta social, com letras que...

Pedro Paulo Soares Pereira, o Mano Brown, é líder do Racionais MCs, o grupo de rap mais influente do país.
A importância do Racionais rompe fronteiras culturais e geográficas. Junto aos parceiros Ice Blue, Edi Rock e KL Jay, Brown fez do rap instrumento de luta social, com letras que denunciam a violência sofrida nas periferias de São Paulo, um reflexo do resto do Brasil.Em sua discografia destacam-se Sobrevivendo no Inferno e Nada como um dia após o outro, apontados entre os 100 melhores álbuns da música brasileira.  Cores e Valores aparece em diversas listas como o melhor disco de 2015.


FLUPP Pensa de 14 de junho – Sala Cecilia Meireles – Centro

Foi o maior público da história da FLUPP Pensa.



+

Mànya Millen

Mànya Millen formou-se em jornalismo em 1988, e entre 1989 e 2015 trabalhou no jornal O Globo. Entre agosto de 2004 e agosto de 2015, editou o caderno Prosa, suplemento de livros e debates do jornal.

Mànya Millen formou-se em jornalismo em 1988, e entre 1989 e 2015 trabalhou no jornal O Globo. Entre agosto de 2004 e agosto de 2015, editou o caderno Prosa, suplemento de livros e debates do jornal.



+

Marcelo Caetano

Marcelo Caetano é poeta, slammer e cientista político formado pela Universidade de Brasília. Foi ganhador do prêmio “Beijo Livre” de Direitos Humanos LGBT em 2012, por sua atuação e envolvimento na defesa dos direitos de pessoas transexuais e travestis. Pesquisador, estuda temas...

Marcelo Caetano é poeta, slammer e cientista político formado pela Universidade de Brasília. Foi ganhador do prêmio “Beijo Livre” de Direitos Humanos LGBT em 2012, por sua atuação e envolvimento na defesa dos direitos de pessoas transexuais e travestis. Pesquisador, estuda temas ligados a gênero, racismo, saúde mental e direitos humanos.



+

Marcia Zanelatto

Nascida em Petrópolis e moradora do Rio de Janeiro, Marcia Zanelatto é uma premiada escritora e dramaturga, roterista de filmes, séries e teatro. A temática do feminino está presente em sua obra através de diferentes caminhos e personagens. Ao mesmo tempo em que estreou a peça Por amor ao...

Nascida em Petrópolis e moradora do Rio de Janeiro, Marcia Zanelatto é uma premiada escritora e dramaturga, roterista de filmes, séries e teatro. A temática do feminino está presente em sua obra através de diferentes caminhos e personagens. Ao mesmo tempo em que estreou a peça Por amor ao mundo — Um encontro com Hannah Arendt, sobre a icônica intelectual alemã, Marcia lançava Thammy: nadando contra a corrente, sobre o processo de transexualização da celebridade Thammy Gretchen.
Também é autora da biografia Gabriela Leite – Filha, Mãe, Avó e Puta, sobre a criadora da Daspu, grife de roupas femininas criada pela ONG Davida que chamou a atenção da causa pelo reconhecimento legal da prostituição.

FLUPP Pensa – 21 de maio – Biblioteca Parque de Manguinhos.



+

Maria Vilani

A vida de Maria Vilani confunde-se com a história da periferia de São Paulo. Quando chegou, fugindo da pobreza do Ceará natal, há quase quatro décadas, jamais imaginaria o destino à sua frente. Naquele tempo, o bairro do Grajaú, onde foi morar, carecia do que hoje se considera básico. O...

A vida de Maria Vilani confunde-se com a história da periferia de São Paulo. Quando chegou, fugindo da pobreza do Ceará natal, há quase quatro décadas, jamais imaginaria o destino à sua frente. Naquele tempo, o bairro do Grajaú, onde foi morar, carecia do que hoje se considera básico. O pouco de infraestrutura era uma única linha de ônibus. Hoje Maria Vilani é professora formada em filosofia e autora dos livros Varal e Penteando a Vida. A partir da semente que plantou 23 anos atrás, o Centro de Arte e Promoção Social (CAPS), viu florescer um intenso movimento cultural de periferia com seus diversos saraus e coletivos. Nada mal para uma retirante mãe de cinco filhos, que aos 39 anos se matriculou no ensino médio e dividiu sala de aula com o jovem filho Kléber, hoje conhecidíssimo como Criolo.

FLUPP Pensa – 6 de agosto – Morro dos Macacos.



+

Maurinete Lima

Maurinete Lima nasceu em 1942 no Recife e vive em São Paulo desde 1982. Socióloga, poeta, ativista. Professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e doutora em Antropologia social na USP. Fundadora da Frente 3 de Fevereiro, que, desde 2005, realiza pesquisa e ação...

Maurinete Lima nasceu em 1942 no Recife e vive em São Paulo desde 1982. Socióloga, poeta, ativista. Professora aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Norte e doutora em Antropologia social na USP. Fundadora da Frente 3 de Fevereiro, que, desde 2005, realiza pesquisa e ação direta acerca do racismo na sociedade. Em 2013, começou a frequentar saraus e escrever seu primeiro livro de poesias, Sinhá Rosa, que será publicado em breve.



+

MC LEONARDO

Leonardo Pereira Mota nasceu na Rocinha em 1975. Influenciado pela cultura nordestina, ainda criança encontrou na cultura da favela a forma mais democrática de se expressar e iniciou sua carreira no funk com seu irmão, MC Júnior, nos festivais do início dos anos 90. Uma das duplas mais...

Leonardo Pereira Mota nasceu na Rocinha em 1975. Influenciado pela cultura nordestina, ainda criança encontrou na cultura da favela a forma mais democrática de se expressar e iniciou sua carreira no funk com seu irmão, MC Júnior, nos festivais do início dos anos 90. Uma das duplas mais antigas do Funk, MC’s Junior e Leonardo estão prestes a completar 20 anos de carreira. Em 2008, MC Leonardo mobilizou funkeiros e universitários para fundar a Associação dos Profissionais e Amigos do Funk (APAFunk), que ocupou as ruas do Rio com as Rodas de Funk. Na luta, conheceu Marcelo Freixo, que veio a ser defensor das reivindicações funkeiras na ALERJ. Em 2009, a primeira vitória: a Lei Funk é Cultura (5543/2009). Depois, a conquista do primeiro programa de Funk em uma Rádio Pública (Funk Nacional, Rádio Nacional do Rio), os primeiros editais de cultura voltados diretamente para a cultura funk, a volta do baile do Tabajaras (proibido pela UPP até então), o Rio Parada Funk. Hoje, a luta contra a Resolução 013 e a repressão às favelas.



Flupp Parque
+

MCLinn

MCLinn é bicha, trans, preta e periférica. Nem ator, nem atriz, atroz. Bailarinx, performer e terrorista de gênero. Essas são algumas das referências da MC Linn da Quebrada que, agora, também usa a música – especificamente o gênero funk – como uma ferramenta de transformação social...

MCLinn é bicha, trans, preta e periférica. Nem ator, nem atriz, atroz. Bailarinx, performer e terrorista de gênero. Essas são algumas das referências da MC Linn da Quebrada que, agora, também usa a música – especificamente o gênero funk – como uma ferramenta de transformação social e uma poderosa arma na luta pela quebra de paradigmas sexuais, de gênero e corpo.



+

Mel Duarte

Mel Duarte tem 27 anos é poeta, slammer e produtora cultural. Atua com literatura independente desde 2006, faz parte do coletivo “Poetas Ambulantes” e é uma das organizadoras do Slam das Minas- SP. Possui 2 livros publicados de forma independente Fragmentos Dispersos, 2013 e Negra Nua...

Mel Duarte tem 27 anos é poeta, slammer e produtora cultural. Atua com literatura independente desde 2006, faz parte do coletivo “Poetas Ambulantes” e é uma das organizadoras do Slam das Minas- SP. Possui 2 livros publicados de forma
independente Fragmentos Dispersos, 2013 e Negra Nua Crua, 2016.

Rio Poetry Slam 2016



+

Nadifa Mohamed

Nadifa Mohamed, nascida em 1981, é uma cidadã britânica. Seu primeiro romance, Black Mamba Boy, ganhou o prêmio Betty Trask e foi nomeada para diversos outros, como Orange Prize, Guardian First Book Award, John Llewellyn Rhys Prize, etc. Em 2013 ela foi selecionada como uma das melhores...

Nadifa Mohamed, nascida em 1981, é uma cidadã britânica. Seu primeiro romance, Black Mamba Boy, ganhou o prêmio Betty Trask e foi nomeada para diversos outros, como Orange Prize, Guardian First Book Award, John Llewellyn Rhys Prize, etc. Em 2013 ela foi selecionada como uma das melhores romancistas jovens britânicas pelo Granta’s Best of Young British Novelists. Seu segundo romance, The Orchard of Lost Souls, foi publicado em 2013 e ganhou o prêmio Somerset Maugham, e indicada para os prêmios The Dylan Thomas Prize e Hurston/Wright Legacy Award.



+

Núcleo Bartolomeu de Depoimentos

O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos é um premiado coletivo artístico paulista que pesquisa há 16 anos a linguagem “teatro hip-hop”. Formado por Claudia Schapira, Eugênio Lima, Luaa Gabanini, Roberta Estrela D’Alva e Mariza Dantas, o Núcleo foi criador do ZAP!, primeiro poetry slam do...

O Núcleo Bartolomeu de Depoimentos é um premiado coletivo artístico paulista que pesquisa há 16 anos a linguagem “teatro hip-hop”. Formado por Claudia Schapira, Eugênio Lima, Luaa Gabanini, Roberta Estrela D’Alva e Mariza Dantas, o Núcleo foi criador do ZAP!, primeiro poetry slam do Brasil e realiza anualmente o Slam BR, o maior campeonato nacional do país.



+

Nuno Piteira

Desde cedo encontrei nas palavras o desconhecido, e nos poemas do meu Pai a novidade da poesia. Em 2011, conheci o slam poetry na rua, jardins e a partir daí expandi o meu interesse para a poesia-visual, performance, poetry films, edição de vídeo, artes plásticas e projetos...

Desde cedo encontrei nas palavras o desconhecido, e nos poemas do meu Pai a novidade da poesia. Em 2011, conheci o slam poetry na rua, jardins e a partir daí expandi o meu interesse para a poesia-visual, performance, poetry films, edição de vídeo, artes plásticas e projetos coletivos.

Rio Poetry Slam 2016



+

Pamela Lightsey

Pamela Lightsey é uma estudiosa, ativista na área de justiça social e veterana militar cujos interesses acadêmicos e de pesquisa incluem a teoria da guerra justa clássica e contemporânea, teologia feminista, teoria e teologia queer e história e teologias Afro-americanas. É a única...

Pamela Lightsey é uma estudiosa, ativista na área de justiça social e veterana militar cujos interesses acadêmicos e de pesquisa incluem a teoria da guerra justa clássica e contemporânea, teologia feminista, teoria e teologia queer e história e teologias Afro-americanas. É a única afro-americana lésbica queer ordenada como presbítera pela Igreja Metodista Unida.



+

Patrick Chamoiseau

Patrick Chamoiseau nasceu no dia 3 de dezembro de 1953 em Fort-de- France, capital da Martinica. É um renomado escritor , poeta e dramaturgo. Sua obra é um permanente exercício de afirmação da cultura crioula de seu país, como bem o demonstrou o ensaio Elogio da Crioulidade. A...

Patrick Chamoiseau nasceu no dia 3 de dezembro de 1953 em Fort-de- France, capital da Martinica. É um renomado escritor , poeta e dramaturgo. Sua obra é um permanente exercício de afirmação da cultura crioula de seu país, como bem o demonstrou o ensaio Elogio da Crioulidade. A consagração literária ocorreu em 1992, quando ganhou o Prêmio Goncourt com o romance Texaco. Escreveu diversos roteiros para o cineasta Guy Deslauriers, também convidado da FLUPP.



+

Pilote le Hot

Pilote Le Hot é francês e em 1995 iniciou e virou o principal ativista do movimento de slam poesia em seu país. Desde então, foi produtor de si mesmo: em Paris, em Festivais na Europa, na América do Norte e na África. Ele se apresenta todas as terças-feiras à noite, no Cabaret Populaire...

Pilote Le Hot é francês e em 1995 iniciou e virou o principal ativista do movimento de slam poesia em seu país. Desde então, foi produtor de si mesmo: em Paris, em Festivais na Europa, na América do Norte e na África. Ele se apresenta todas as terças-feiras à noite, no Cabaret Populaire Culture Rapide, em Paris – espaço do qual é também diretor artístico. Além disso, ministra oficinas na rede municipal de ensino e em centros culturais.



+

Renan Inquérito

Renan Inquérito é músico, poeta e produtor cultural. É líder e fundador do Inquérito, grupo de rap fundado na região metropolitana de Campinas (SP) há 17 anos, que está fazendo sua primeira apresentação no Rio de Janeiro. É autor dos livros #PoucasPalavras e Poesia pra Encher a Laje,...

Renan Inquérito é músico, poeta e produtor cultural. É líder e fundador do Inquérito, grupo de rap fundado na região metropolitana de Campinas (SP) há 17 anos, que está fazendo sua primeira apresentação no Rio de Janeiro. É autor dos livros #PoucasPalavras e Poesia pra Encher a Laje, ambos com edições independentes. Ele também é idealizador do projeto Parada Poética, realizado em parceria com o fotógrafo Márcio Salata em uma estação de trem abandonada de sua cidade.



+

René Silva

Rene Silva dos Santos, nasceu na comunidade do Morro do Adeus, uma das 13 favelas que formam hoje o Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Brasil. A trajetória de empreendedor começou quando Rene ainda era muito novo. Ele decidiu vender doces na porta de casa quando ainda tinha...

Rene Silva dos Santos, nasceu na comunidade do Morro do Adeus, uma das 13 favelas que formam hoje o Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio de Janeiro, Brasil. A trajetória de empreendedor começou quando Rene ainda era muito novo. Ele decidiu vender doces na porta de casa quando ainda tinha 9 anos de idade, durante um período da sua vida em que viveu em outra favela na Zona Norte do Rio também. Depois dessa experiência, Rene decidiu que precisava fazer algo para sua vizinhança, na comunidade pobre onde vivia no subúrbio carioca. Foi aí que surgiu a ideia do “Natal sem fome”, projeto já existente que tinha apoio da TV Globo. Tudo começou na Escola Municipal Alcides de Gasperi, quando resolveu participar de um jornal escolar criado pelo grêmio estudantil… 3 meses depois, com apoio da diretora e de professores da escola, criou o jornal Voz da Comunidade aos 11 anos de idade para ajudar a resolver os problemas sociais no Morro do Adeus, uma das 13 favelas que formam o Complexo do Alemão.Está na lista da revista ‘Forbes’ de 2015 como um dos 30 jovens brasileiros influentes abaixo de 30 anos. Carregou a tocha olímpica na véspera dos Jogos Olímpicos London 2012, na cidade de Liverpool. Foi citado pelo ‘The Guardian’ como um dos 6 jovens que devem mudar o mundo. Atualmente é presidente da ONG Voz das Comunidades e editor-chefe do Jornal Voz da Comunidade que circula mensalmente com tiragem de 10 mil exemplares no Alemão.



+

Ricardo Teperman

Músico e antropólogo é doutorando no departamento de Antropologia Social da USP. É editor da Revista Osesp, professor no programa de pós-graduação em Canção Popular da Faculdade Santa Marcelina e coordenador do projeto Jovens Músicos Educadores, na escola Espaço Musical. Tendo como...

Músico e antropólogo é doutorando no departamento de Antropologia Social da USP. É editor da Revista Osesp, professor no programa de pós-graduação em Canção Popular da Faculdade Santa Marcelina e coordenador do projeto Jovens Músicos Educadores, na escola Espaço Musical. Tendo como campo de estudo o rap e as batalhas de MCs, publicou em 2015 o livro Se liga no som – As transformações do rap no Brasil, onde, através de apurada pesquisa, desenvolveu uma introdução escrita ao gênero no país, recheada de provocações e questionamentos. Como músico, Ricardo Teperman lançou o álbum solo Geringonça e os álbuns A Torcida Grita e 51, junto ao guitarrista e cantor Danilo Moraes.

FLUPP Pensa – 25 de junho – Padaria Caliel – Salgueiro



+

Roberta Estrela D’Alva

Roberta Estrela D’Alva é atriz-MC, diretora, ativista, pesquisadora e slammer. É bacharel em Artes Cênicas pela USP e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É pioneira em trabalhos ligados ao spoken word e ao poetry slam no Brasil. Seu primeiro livro, “Teatro Hip-Hop, a...

Roberta Estrela D’Alva é atriz-MC, diretora, ativista, pesquisadora e slammer. É bacharel em Artes Cênicas pela USP e Mestre em Comunicação e Semiótica pela PUC-SP. É pioneira em trabalhos ligados ao spoken word e ao poetry slam no Brasil. Seu primeiro livro, “Teatro Hip-Hop, a performance poética do ator-MC”, foi publicado em 2014 pela editora Perspectiva.



+

Sandro Sussuarana

Sandro Sussuarana é um dos idealizadores do projeto Sarau da Onça. Produtor cultural e articulador de Jovens do bairro de Sussuarana, tem participação em várias atividades culturais da cidade do Salvador, como Ações Poéticas nas Comunidades do MAM (Museu de Arte Moderna). Foi também um...

Sandro Sussuarana é um dos idealizadores do projeto Sarau da Onça. Produtor cultural e articulador de Jovens do bairro de Sussuarana, tem participação em várias atividades culturais da cidade do Salvador, como Ações Poéticas nas Comunidades do MAM (Museu de Arte Moderna). Foi também um dos idealizadores do Projeto Perife’Art, projeto realizado em 2008, época em que fazia parte do Grupo Juventude Negra Pela Paz, desenvolvendo oficinas de Estética Negra, Identidade Negra, Dança, Teatro, Bordado, entre outros, que foi realizado com o apoio da CESE (Coordenadoria Ecumênica de Serviço).



+

Sergio Garau

Sergio Garau é nascido na Sardenha em 1982, escreve e é um spoken word desde 2001. Ministra Workshops, produz shows agregando os escritores do coletivo sparajurij. É editor de livros, crítico literário, tradutor de poemas e já ganhou diversos prêmios em festivais internacionais de Poetry...

Sergio Garau é nascido na Sardenha em 1982, escreve e é um spoken word desde 2001. Ministra Workshops, produz shows agregando os escritores do coletivo sparajurij. É editor de livros, crítico literário, tradutor de poemas e já ganhou diversos prêmios em festivais internacionais de Poetry Slam e festivais literários. Já teve seu trabalho publicado em papel, digital e tem suas performances gravadas ao vivo disponíveis para mais de 16 países e em 14 idiomas.



+

Silvana Bahia

Silvana Bahia é jornalista e pesquisadora na Pós-Graduação em Cultura e Territorialidades UFF. Trabalha no Observatório de Favelas e dirige a comunicação do filme KBELA. Tem interesse em assuntos relacionados à mídia, racismo, espaços populares, ocupação de espaços públicos,...

Silvana Bahia é jornalista e pesquisadora na Pós-Graduação em Cultura e Territorialidades UFF. Trabalha no Observatório de Favelas e dirige a comunicação do filme KBELA. Tem interesse em assuntos relacionados à mídia, racismo, espaços populares, ocupação de espaços públicos, tecnologia e gênero.



+

Sinhá

Sinhá é artista e poeta. Autora dos livros Manga Espada, (Do Burro2015), Na Veste Dos Peixes As Palavras De Ontem (Do Burro 2014); “Devolva Meu Lado De Dentro” (Jovens Escribas e Do Burro 2012). No grafite, desenvolve sua pesquisa artística desde 2007. Sinhá descostura dores e agonias...

Sinhá é artista e poeta. Autora dos livros Manga Espada, (Do Burro2015), Na Veste Dos Peixes As Palavras De Ontem (Do Burro 2014); “Devolva Meu Lado De Dentro” (Jovens Escribas e Do Burro 2012). No grafite, desenvolve sua pesquisa artística desde 2007. Sinhá descostura dores e agonias com muita força e personalidade feminina, cria seu universo onde tudo se torna possível, seu absurdismo.



+

So Sonia

So Sonia nasceu em Buenos Aires, em outubro de 1987. Coordena o Slam Zona Sul, no subúrbio Sul de Buenos Aires. Recita, canta, é professora e acima de tudo militante da palavra.

So Sonia nasceu em Buenos Aires, em outubro de 1987. Coordena o Slam Zona Sul, no subúrbio Sul de Buenos Aires. Recita, canta, é professora e acima de tudo militante da palavra.



+

Tavinho Paes

Poeta, letrista, artista plástico, jornalista e videomaker, Tavinho Paes veio ao mundo pelas mãos de uma parteira numa casa no Catumbi onde hoje é a Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro. Era parte da “geração mimeógrafo” de poetas dos anos de chumbo, que publicavam e distribuíam por...

Poeta, letrista, artista plástico, jornalista e videomaker, Tavinho Paes veio ao mundo pelas mãos de uma parteira numa casa no Catumbi onde hoje é a Praça da Apoteose, no Rio de Janeiro. Era parte da “geração mimeógrafo” de poetas dos anos de chumbo, que publicavam e distribuíam por conta própria. Como letrista, tem mais de 250 registros gravados por artistas como Caetano Veloso, Gilberto Gil, Maria Bethânia, Gal Costa e Marisa Monte.

FLUPP Pensa – 3 de setembro – Freguesia.



+

Thábata Cristina

Thábata Cristina, cantora, compositora e poetisa, nascida em Coronel Fabriciano - MG, escreve poesia desde os treze anos de idade por influência do irmão mais velho. Conheceu o RAP Nacional aos doze anos de idade. A descoberta e o encantamento por Facção Central, Racionais MC’s, Realidade...

Thábata Cristina, cantora, compositora e poetisa, nascida em Coronel Fabriciano – MG, escreve poesia desde os treze anos de idade por influência do irmão mais velho. Conheceu o RAP Nacional aos doze anos de idade. A descoberta e o encantamento por Facção Central, Racionais MC’s, Realidade Cruel, entre outros grupos brasileiros, transformaram esta “menina-mulher” em uma cantora, compositora e poeta, que carrega em si o compromisso com a realidade. Depois de alguns anos, um de seus instrutores à cultura Hip-Hop, o cantor e compositor mais conhecido como PETS a convidou para participar do sarau de poesia “A Rua Declama”. Atualmente é a figura feminina mais atuante e participativa de saraus e sem dúvida tem seu papel importantíssimo dentre a cultura de rua, vencedora de 4 “slams” e autora de inúmeros poemas e músicas. O seu propósito é levar para as demais pessoas com verdade e seriedade o que mais ama fazer, conscientização por meio dos versos cantados ou recitados.



+

THE MACHINE TO BE ANOTHER

Projeto de Teatro Imersivo criado a partir de documentários para realidade virtual, gravados desde a perspectiva de moradores da Cidade de Deus contando relatos pessoais. Essas narrativas poderão ser vivenciadas pela audiência da FLUPP através de Óculos de realidade virtual. Ao colocar os...

Projeto de Teatro Imersivo criado a partir de documentários para realidade virtual, gravados desde a perspectiva de moradores da Cidade de Deus contando relatos pessoais. Essas narrativas poderão ser vivenciadas pela audiência da FLUPP através de Óculos de realidade virtual. Ao colocar os óculos, usuários se verão no corpo dos autores das narrativas, poderão mover-se como eles e ter sensações tácteis realísticas enquanto vivenciam sua perspectiva e história. As experiências serão conduzidas por monitores (moradores locais) quer serão qualificados para operarem o sistema e contribuir para que os usuários tenham uma experiência multissensorial de alta imersão. O projeto visa promover o encontro e debate entre autores locais da Cidade de Deus e visitantes da FLUPP, promovendo reflexões sobre como construir uma sociedade mais empática, tolerante a partir da experiência de “ver-se no corpo de outra pessoa”.



Flupp
+

Thiago Freitas

Thiago Freitas nasceu em SP, zona Sul. Poeta Comunica Dor, autor dos livros de poesias Embrionários Versos Revolucionários, publicado em 2013, e Passageiro da Linha Tênue, publicado em 2015. Frequentador de diversos movimentos culturais, é um dos organizadores do Poetas Ambulantes (grupo que...

Thiago Freitas nasceu em SP, zona Sul. Poeta Comunica Dor, autor dos livros de poesias Embrionários Versos Revolucionários, publicado em 2013, e Passageiro da Linha Tênue, publicado em 2015. Frequentador de diversos movimentos culturais, é um dos organizadores do Poetas Ambulantes (grupo que fala e distribui poesia nos transportes públicos) e do Slam do 13 (batalha de poesia falada, que acontece mensalmente dentro Terminal Santo Amaro). É também vocalista da banda Apologia Groove. Formado em comunicação, atua há 8 anos nesse segmento.



+

Tiago Malta

Thiago Malta Sou um Poeta carioca (suburbano quase caipira), que sei discotecar por goró (de bico seco não faço e por dinheiro não tem graça), multi-instrumentista (sem talento pra tocar qualquer instrumento, mas por muito esforço toca um monte), formado em Psicologia (gestalt-terapeuta),...

Thiago Malta Sou um Poeta carioca (suburbano quase caipira), que sei discotecar por goró (de bico seco não faço e por dinheiro não tem graça), multi-instrumentista (sem talento pra tocar qualquer instrumento, mas por muito esforço toca um monte), formado em Psicologia (gestalt-terapeuta), com curso técnico de raio-x e percussão, mas que ganha a vida como Gestor Ambiental e compondo trilhas sonoras para games. Além disso sou budista (não-praticante), militante das Causas Piratas e (teoricamente) voluntário da Cruz Vermelha. Por último torcedor do Vasco da Gama, apenas pra tentar fingir ser normal, pelo fato de todo brasileiro ter de ter um time. Etnicamente sou 25% Baiano, 25% Carioca, 25% Espanhol, 12,5 % Bugre e 12% Cigano. Resumindo, 100% Mestiço.



+

Victor Rodrigues

Victor Rodrigues é poeta, escritor e arte-educador. Idealizador do Projeto Praga e artista-coordenador do Projeto Livrar, pesquisador multimídia de spoken word e atuante em saraus, slams e intervenções. Ministra oficinas regularmente, realiza palestras e é presença ativa na formação de...

Victor Rodrigues é poeta, escritor e arte-educador. Idealizador do Projeto Praga e artista-coordenador do Projeto Livrar, pesquisador multimídia de spoken word e atuante em saraus, slams e intervenções. Ministra oficinas regularmente, realiza palestras e é presença ativa na formação de alunos e professores em literatura marginal-independente pelas escolas.



+

Xico Sá

Jornalista e escritor brasileiro, começou a carreira no Recife e foi colunista do jornal Folha de S. Paulo, no qual mantinha um blog diário no sitefolha.com. Fez parte da bancada do programa Cartão Verde da TV Cultura, junto com o jornalista Victor Birner, o apresentador Vladir Lemos e o...

Jornalista e escritor brasileiro, começou a carreira no Recife e foi colunista do jornal Folha de S. Paulo, no qual mantinha um blog diário no sitefolha.com. Fez parte da bancada do programa Cartão Verde da TV Cultura, junto com o jornalista Victor Birner, o apresentador Vladir Lemos e o ex-futebolista Sócrates. Integrou também parte da bancada do Saia Justa, programa exibido pelo canal a cabo GNT. Atualmente faz parte do programa Papo de Segunda, no GNT, além de contribuir semanalmente com uma coluna na edição brasileira do jornal El Pais.

FLUPP Pensa – 23 de julho – Casa do Jongo – Serrinha



+

Yasmin Thayná

Yasmin Thayná é cineasta, diretora e fundadora da AFROFLIX e pesquisadora de audiovisual no Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-Rio). Dirigiu e escreveu, nos últimos meses, dois filmes: KBELA, uma experiência sobre ser mulher e tornar-se negra e BATALHAS, sobre a primeira vez que teve...

Yasmin Thayná é cineasta, diretora e fundadora da AFROFLIX e pesquisadora de audiovisual no Instituto de Tecnologia e Sociedade (ITS-Rio). Dirigiu e escreveu, nos últimos meses, dois filmes: KBELA, uma experiência sobre ser mulher e tornar-se negra e BATALHAS, sobre a primeira vez que teve um espetáculo de funk no Teatro Municipal do Rio de Janeiro. Dirigiu a série AFROTRANSCENDENCE e escreve no Brasil Post.



+

newsletter